31/07/2019 às 14:58, Atualizado em 31/07/2019 às 15:03

Batayporã está no topo entre os municípios de MS que mais avança na colheita de milho

Boletim Casa Rural aponta Batayporã e Laguna Carapã com 80% das lavouras colhidas

Cb image default
Foto: Divulgação

A colheita do milho 2ª safra em Mato Grosso do Sul já passa de 50% da área cultivada, de aproximadamente 1,918 milhão de hectares. Batayporã e Laguna Carapã são os municípios em que as máquinas mais avançaram, com 80% das lavouras colhidas. Em todo o Estado, a produtividade média tem sido de 88 sacas por hectare e são projetadas 10,127 milhões de toneladas de produção.

Esses dados constam no mais recente Boletim Casa Rural, divulgado na terça-feira (30) pela Aprosoja-MS (Associação dos Produtores de Soja de Mato Grosso do Sul) a partir de informações coletadas em contatos com empresas de assistência técnica, sindicatos rurais e empresas privadas dos principais municípios produtores.

De acordo com o Siga MS (Sistema de Informação Geográfica do Agronegócio), até o dia 26 passado a área colhida de milho acompanhada pelo projeto já alcançava 54,9%.

“A região norte está com a colheita mais avançada, em média de 74,9%, enquanto a região sul está com 52,6% e a região centro com 51,6% de média. A área colhida até o momento, conforme estimativas do Projeto SIGA, é de aproximadamente 1,052 milhão de hectares”, detalhou.

Ainda segundo o Boletim Casa Rural, Batayporã e Laguna Carapã têm 80% da área colhida. Nova Andradina tem índice aproximado de 75%. Amambai e Coronel Sapucaia chegaram a 70%. Anaurilândia tem 60%. Mais atrasada, a colheita está entre 10% e 20% em Jardim e em Bonito, e atinge 25% em Bela Vista.

Na média estadual, entre 52,6% e 54,9%, figuram Tacuru, Sete Quedas, Maracaju, Juti, Jateí, Iguatemi, Eldorado, Dourados, Douradina, Caarapó, e Aral Moreira. Itaporã, Itaquiraí, Fátima do Sul, Naviraí e Ponta Porã chegaram a 50% de área colhida.