07/03/2017 às 13:02, Atualizado em 15/01/2018 às 10:45

Parceria com Anhanguera Educacional garante descontos a funcionários da Prefeitura de Batayporã

Cb image default
Foto: Assessoria PMB

Uma parceria entre a Prefeitura de Batayporã e a Anhanguera Educacional permitirá que servidores municipais tenham descontos de até 20% na mensalidade dos cursos ofertados pela instituição.

Os funcionários públicos poderão solicitar o desconto, com validade para ingresso via vestibular em quaisquer cursos. A Anhanguera Educacional oferta os seguintes cursos de graduação: Administração, Artes Visuais, Ciências Contábeis, Ciências Econômicas, Educação Física, Enfermagem, Engenharia de Produção, Geografia, História, Letras, Matemática, Pedagogia, Serviço Social e Sociologia. Além de 15 cursos de tecnólogo em diversas áreas.

A parceira foi firmada nesta terça-feira (7), quando o prefeito Jorge Takahashi recebeu no gabinete do Executivo o gestor da Anhanguera/ Polo Nova Andradina, José Carlos Catarino, e o publicitário da instituição, Danilo Tavares.

Na ocasião, foi renovado convênio que permite o desenvolvimento de estágio curricular obrigatório para os alunos da instituição de ensino. O termo de cooperação foi assinado pelo Prefeito, pela secretária Municipal de Educação, Claudia Ibrahim, e por Catarino.

O convênio tem como objetivo o desenvolvimento de atividades conjuntas entre a Anhanguera Educacional e a Prefeitura, possibilitando aos estudantes o contato com a realidade profissional e permitindo a associação entre teorias estudadas e as práticas existentes.

Para Takahashi, a parceria alia a capacitação e a valorização do servidor público. “Contribuir com o desenvolvimento profissional do servidor, facilitando o acesso à conquista do diploma e o prosseguimento na formação acadêmica é um dos nossos objetivos, pois sabemos que um bom serviço público ou privado depende do nível de conhecimento das pessoas”, afirmou.

A Secretária de Educação ressaltou a importância de incentivar a formação e qualificação profissional dos funcionários públicos. “Embora não seja obrigação legal, a administração entende que é obrigação moral do gestor proporcionar meios para a população se qualificar, porque é só através da educação que existe a possibilidade de mudança”, sublinhou Claudia.