08/02/2019 às 08:12, Atualizado em 08/02/2019 às 08:12

Secretaria de Saúde alerta sobre proliferação do mosquito Aedes aegypti em Batayporã

Cb image default
Bloqueios e controle de criadouros nas regiões com casos notificados tem sido realizado. Foto: PMB/SMS

A Secretaria de Saúde de Batayporã alerta a população para a necessidade de redobrar os cuidados e a atenção quanto a proliferação do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue, febre Chikungunya e Zika Vírus.

De acordo com o Departamento de Vigilância Entomológica, o mês de janeiro terminou com o registro de quatro casos notificados de dengue. A incidência de infestação do Aedes no município atingiu níveis preocupantes e em pelo menos três áreas da cidade foram detectadas a presença de larvas, sendo: a Vila Nídio Boffo, o Centro e a Vila Maria Gonçalves.

Com esse índice, as atenções da Secretaria de Saúde estão voltadas em ações diversas para conter a proliferação do mosquito. Para tanto, tem realizado bloqueios e controle de criadouros nas regiões com casos notificados, e mesmo sendo um serviço feito de forma rotineira, os Agentes de Saúde e de Endemias estão orientando e removendo os focos do Aedes aegypti.

A secretária da pasta, Marcela Leite, atribui o forte calor e a umidade do ambiente como os fatores que causaram o aumento da proliferação do mosquito. “As temperaturas elevadas e a incidência de chuvas, comum nesse período, são condições climáticas favoráveis para o desenvolvimento do Aedes aegypti”, afirmou.

A Gestora reforça o lembrete que por mais que sejam feitos mutirões de limpeza, bloqueios, ações de casa em casa, orientação, é preciso muito que a população ajude e faça sua parte. “Apesar de os Agentes de Saúde e de Endemias realizarem visitas contínuas, o período chuvoso e a presença de objetos que possibilitem o acúmulo de água tornam o ambiente propício para o mosquito se reproduzir. Se todos tiverem consciência de seu papel, os benefícios serão sentidos em toda nossa comunidade”, completou.