18/05/2020 às 12:42, Atualizado em 23/11/2020 às 10:22

Batayporã sensibiliza população com ações de enfrentamento ao abuso e a exploração sexual infantil

Dia D de mobilização, celebrado neste 18 de maio, é marcado por uma série de atividades

Cb image default
Divulgação

Comprometido no combate ao Abuso e à Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes, o município de Batayporã mesmo em tempos de pandemia não deixou de promover ações para sensibilizar e convocar a população para o engajamento contra a violação dos direitos de crianças e adolescentes.

O Dia D de mobilização, celebrado neste 18 de maio, foi marcado por uma série de atividades. De forma diferenciada por conta o contexto em face do novo coronavírus, a Comissão Municipal de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes (Comcex-Bata), referenciada à Secretaria Municipal de Assistência Social, utilizou as redes socias e meios de comunicação local para reforçar a importância do movimento e participação dos diversos setores na ação.

As ações preparadas pela Comcex-Bata seguem no decorrer do mês e envolvem a divulgação de materiais informativos, como textos que serão divulgados por meio das redes sociais, com dados sobre o que é a campanha e maneiras de denunciar. Além disso, estão previstas a realização de entrevistas com autoridades do município, programa de rádio e transmissão ao vivo pelas redes sociais da Prefeitura.

Mesmo com a pandemia do Covid-19, os serviços de proteção continuam funcionando, seguindo todas as orientações e recomendações do Ministério da Cidadania e do Ministério da Saúde. A campanha busca garantir que todas as crianças tenham o direito ao desenvolvimento de sua vida de forma segura e protegida, livres do abuso e da exploração sexual.

“Todos nós temos o dever de garantir os direitos das crianças e adolescentes, assumindo o compromisso no enfrentamento da violência sexual, promovendo e se responsabilizando para com o desenvolvimento de crianças e adolescentes de forma digna, saudável e protegida, livres do abuso e da exploração sexual”, frisou a coordenadora de Proteção Social Especial e suporte técnico da Comcex-Bata, Tatiane Henrique Rodrigues Gonçalves.

Você pode agir. Faça Bonito: Proteja nossas crianças e adolescentes! Se você tiver suspeita ou conhecimento de alguma criança ou adolescente que esteja sofrendo violência deve denunciar, no Disque 100 ou Conselho Tutelar.