10/06/2020 às 10:35, Atualizado em 23/11/2020 às 10:22

Campanha de combate ao trabalho infantil alerta para impactos da pandemia

12 de junho é dedicado ao Dia Mundial contra o Trabalho Infantil e Batayporã promove ações

Cb image default

Definitivamente o mundo vive um momento histórico e trágico com a pandemia da Covid-19. Os impactos são evidentes em várias dimensões da vida social, política, econômica e cultural. No que se refere ao trabalho infantil, o isolamento social inegavelmente necessário, traz desafios para todos os atores sociais e políticos do Sistema de Garantia de Direitos.

Para marcar a Semana de Combate ao Trabalho Infantil, a Prefeitura de Batayporã, por meio da Comissão Municipal Intersetorial das Ações Estratégicas do PETI (Programa de Erradicação do Trabalho Infantil), referenciada à Secretaria Municipal de Assistência Social, promove uma série de ações para chamar a atenção da população para o problema.

Levando em consideração o contexto de pandemia, as atividades foram adaptadas e é por meio das redes sociais, veículos de comunicação e divulgação volante que será destacado a importância da comunidade no combate a esse tipo de violação de direitos contra crianças e adolescentes.

A programação contempla ainda as crianças e adolescentes assistidas pelo Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV), que receberão no domicílio materiais educativos e informativos relacionados à temática.

Esse ano, a campanha tem como tema: “COVID-19: Agora, mais do que nunca, proteja crianças e adolescentes do trabalho infantil (É muito triste, muito cedo, é muito covarde, cortar infâncias pela metade)”. A iniciativa alerta para o risco de crescimento da exploração do trabalho infantil devido aos impactos da pandemia. O objetivo é conscientizar a sociedade sobre a necessidade de maior proteção às crianças e aos adolescentes, com medidas mais severas de prevenção e de combate ao trabalho infantil, em especial diante da vulnerabilidade socioeconômica provocada pelo novo coronavírus.

A coordenadora de Proteção Social Especial, Tatiane Henrique Rodrigues Gonçalves, ressalta que o trabalho infantil deixa marcas na infância que, muitas vezes, tornam-se irreversíveis e perduram até a vida adulta. Além de trazer graves consequências à saúde, à educação, ao lazer e à convivência familiar.

Para Tatiane, 12 de junho é um dia para sensibilizar a sociedade sobre o combate ao trabalho infantil, para que as crianças tenham o direito da infância garantido. Combater o trabalho infantil é afastar as crianças e adolescentes da violência, da exploração e da evasão escolar”, destacou.

Como denunciar - As denúncias das situações de trabalho infantil podem ser feitas por toda a população através do Disque 100 ou junto ao Conselho Tutelar pelo (67) 3443-2728, ou CREAS – (67) 3443-2182/ 98127-5122.