15/08/2022 às 10:15, Atualizado em 15/08/2022 às 10:20

Por meio do Cidade Empreendedora, Batayporã utiliza poder de compras públicas em prol do desenvolvimento

Atividades voltadas para o eixo tiveram início no município na sexta-feira (12), com oficina voltada para os servidores municipais

Cb image default
Uma das estratégias é fazer com que os pequenos negócios locais sejam priorizados nos editais de licitação. Foto: Carlos Daniel Machado/ Prefeitura de Batayporã.

Promover o desenvolvimento de Batayporã a partir do processo de compras do poder público é um dos eixos de atuação do programa Cidade Empreendedora, desenvolvido pelo Sebrae/MS em parceria com a Prefeitura Municipal e esse trabalho teve início na última sexta-feira (12) por meio de uma oficina voltada para os servidores municipais.

Com a temática “Compras Públicas e os benefícios para o desenvolvimento local”, a capacitação apresentou as estratégias que podem ser adotadas pela prefeitura para fomentar o desenvolvimento da cidade, a partir das compras feitas pelo próprio município. Uma delas é fazer com que os pequenos negócios locais sejam priorizados nos editais de licitação. O tratamento diferenciado para as pequenas empresas da cidade está previsto na Lei Complementar nº 123/2006.

De acordo com o secretário municipal de Administração, Finanças e Planejamento, Gabriel Boffo, o encontro foi produtivo e deve render bons resultados com a otimização dos serviços. “A oficina trouxe conhecimento de um palestrante que já tem experiência em nível nacional e que vai permitir maior agilidade do setor de compras e licitação e também para as secretarias demandantes, porque cada uma possui seu centro de compras e isso vai facilitar tanto nas demandas quanto nas entregas”, concluiu.

Cb image default
Servidores e secretários das seis pastas municipais participaram da formação. Foto: Carlos Daniel Machado/ Prefeitura de Batayporã.

Segundo o coordenador do eixo Compras Públicas do Sebrae/MS, Marcus Rodrigo Faria, a oficina vem como um primeiro passo para o início das ações que serão promovidas por meio dessa vertente do programa Cidade Empreendedora. “Vamos elaborar um plano de trabalho em conjunto com a administração pública para melhorar o segmento no município. Dessa forma, queremos auxiliar o poder público a otimizar os processos licitatórios, além de ajudá-lo a priorizar os pequenos negócios da cidade nos editais de licitação, oferecendo mais chances de ganharem o pregão. Ao contratar uma empresa local, a prefeitura faz com que o investimento fique na cidade, contribuindo para o aumento de emprego e renda no município”, destacou Marcus.

Durante os 18 meses de execução do programa Cidade Empreendedora no município, por meio do eixo “Compras Públicas”, os consultores vão trabalhar junto a prefeitura para viabilizar a aplicabilidade da legislação, além de construir, em parceria com os funcionários, uma melhoria no processo de licitação com a proposta de torná-lo mais célere e eficiente. Também estão previstas ações de conscientização dos empreendedores locais para que eles passem a compreender as vantagens de fornecer produtos ao município e tenham interesse em participar das licitações.

Junto com o trabalho desenvolvido na área urbana, o eixo “Compras Públicas” possui outra linha de atuação com o foco no âmbito rural, em que são feitas ações junto a agricultura familiar para que os produtores consigam fornecer alimentos a prefeitura por meio do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) e do Programa Alimenta Brasil (PAB).

Mais informações sobre o programa Cidade Empreendedora podem ser obtidas por meio do número 0800 570 0800.