27/10/2018 às 12:14, Atualizado em 23/11/2020 às 10:22

Intervenções no canal de drenagem minimizam impactos causados pelas chuvas em Batayporã

Mesmo com alto índice pluviométrico registrado nesta semana, Lagoa do Sapo não transbordou

Cb image default

O Governo Municipal, por meio da Secretaria de Obras, Infraestrutura e Serviços Urbanos, vem executando importantes intervenções para atender demandas que buscam solucionar problemas de infraestrutura de Batayporã.

Uma delas está relacionada à drenagem da Lagoa do Sapo. Desde o início da gestão, uma série de medidas foram adotadas para garantir a tranquilidade da população, especialmente dos moradores da região. Ações de desobstrução de canais, bueiros e galerias, bem como a limpeza e manutenção periódica da lagoa estão permitindo o fluxo do excessivo volume de águas pluviais.

Fora isso, as obras de implantação de acessos no canal de drenagem, no Bairro Pindocaré, executadas pelo Governo do Estado, estão auxiliando o escoamento e minimizando os transtornos causados pelas chuvas no município.

No local, estão sendo instalados 31 metros de galeria celular em aduela pré-moldada em concreto armado e construção de acessos às propriedades. Empreendimento que está em execução e totaliza um investimento de mais de R$ 203 mil.

Cb image default
Fotos: Assessoria PMB

Intervenções imprescindíveis que contribuíram para que a Lagoa do Sapo não transbordasse após as fortes chuvas que caíram nesta semana, em que o índice pluviométrico ultrapassou os 100 milímetros.

O prefeito Jorge Takahashi assegurou que sem esses investimentos os transtornos para a cidade e a população nesse momento seriam sentidos fortemente. “Mesmo com o expressivo volume pluviométrico registrado no município, as ações da equipe da Secretaria de Obras, Infraestrutura e Serviços Urbanos aliado às obras no canal de drenagem executadas pelo Governo do Estado têm respondido a contento ao que foi planejado”, afirmou.

O Chefe do Executivo observou ainda que algumas ruas ficam com acúmulo de água, mas que em poucos instantes absorvem rapidamente, o que significa que a captação está sendo feita perfeitamente pelo sistema de drenagem. “Antes das intervenções, qualquer volume de água transformava a cidade em um verdadeiro caos”, frisou Takahashi.

Cb image default
Divulgação

Cb image default

Cb image default