25/11/2022 às 19:58, Atualizado em 25/11/2022 às 20:33

Prefeitura, Codevale e AgroESG mobilizam setor ambiental em evento com foco no carbono neutro

Parceria reuniu especialistas do MAPA, Semagro, Embrapa Agroenergia, Fiems, dentre outros, durante mesa-redonda; iniciativa ainda promove dia de campo com pequenos produtores para explorar potencial produtivo da Macaúba

Cb image default
Vice-prefeito de Batayporã, Cacildo Paião, e prefeito de Santa Rita do Pardo, Lúcio Costa (presidente do Codevale) destacaram junto aos especialistas o potencial do Vale do Ivinhema. Foto: Maicon Araújo.

Nesta sexta-feira (25), Batayporã sediou a mesa-redonda ‘Agenda Codevale 2030: saindo da crise’, evento que trouxe discussões para a estruturação de plano de ação regional com foco em um modelo produtivo baseado na economia de baixo carbono. Promovida pela Prefeitura de Batayporã, Consórcio Público do Vale do Ivinhema (Codevale) e AgroESG, a iniciativa mobilizou parceiros estratégicos dos setores público e privado durante painel com especialistas.

As apresentações visaram uma cadeia produtiva a partir da macaúba (Acrocomia Totai), palmeira nativa com presença abundante na região. O pequeno coco,  fruto da macaúba, também chamada de bocaiuva, carrega muito potencial podendo ser beneficiado, entre outras possibilidades, para ração de rebanhos bovinos, baseada na torta da polpa e amêndoa, e biocombustíveis, como diesel e até mesmo querosene de aviação.

Juntamente com empresários e representantes locais, o time de especialistas, que foi recepcionado pelo vice-prefeito de Batayporã, Cacildo Paião, pelo presidente do Codevale e prefeito de Santa Rita do Pardo, Lúcio Costa e pelo propositor do evento, Mike Lu (AgroESG), defendeu uma cadeia de valor da Macaúba em Mato Grosso do Sul. O intuito é fomentar atividades ligadas à restauração ambiental, agricultura familiar, tecnologia de monitoramento e produção de combustíveis limpos. Todas as estratégias estão alinhadas ao objetivo de tornar Mato Grosso do Sul um Estado carbono neutro até 2030..

Cb image default
Time de especialistas e colaboradores do evento registraram primeira etapa para construção da Agenda 2030. Foto: Maicon Araújo.
Cb image default
Mike Lu (AgroESG) e Hélio Merá (Fiems) enfatizaram projetos para beneficiamento da macaúba com a inclusão da agricultura familiar. Foto: Maicon Araújo.

Mobilização expressiva

A agenda Codevale 2030 mobilizou parceiros relevantes: Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), Embrapa Agroenergia, Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul (Fiems), Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural (Agraer), Instituto Agronômico de Campinas (IAC), Terral, DraganX e Câmara Municipal de Batayporã.

O vice-prefeito de Batayporã, Cacildo Paião, agradeceu pelo engajamento das instituições. “Batayporã tem entrado no caminho do desenvolvimento e atraído investimentos milionários. Também temos investido na agricultura familiar valorizando o pequeno produtor. Agora temos a oportunidade de firmar parcerias importantes que vão colocar o município e todo o Vale do Ivinhema à frente de iniciativas sustentáveis”, avaliou. 

Cb image default
Foto: Maicon Araújo
Cb image default
Empresários locais participaram da discussão e contribuíram com as propostas. Foto: Maicon Araújo.

Integração

Representante da AgroESG, Mike Lu, reforçou a integração dos agricultores familiares. “Essa é a preocupação da nossa agenda no dia de campo preparado nos assentamentos”, afirmou. O grupo organizou para o sábado (26), visita técnica com plantio de mudas de macaúba em lotes de pequenos produtores locais e visita aos maciços localizados na Fazenda Flamboyant.

2023

Ao término da visita, será formado grupo de trabalho para a elaboração da Agenda 2030 Codevale para implantação da Plataforma Integrada da Pecuária Sustentável e Biocombustíveis. Já para 2023, estão previstas, no mês de março, reunião do grupo para aprovação da proposta da Agenda 2030 e implantação da unidade técnica de demonstração (UTD) de consorciamento Macaúba no Ecossistema Batayporã com culturas sazonais e, em 5 de junho, lançamento oficial da Agenda Codevale 2030 – Vale do Ivinhema Carbono Neutro.